Ponta_da_Barca_Graciosa_Azores

Vitória

Se ainda não o fez, pegue agora no automóvel e saia da cidade pela rua que passa junto à praça de táxis, no largo principal, seguindo na direcção de fiarro Vermelho e Ponta da Barca. Em Barro Vermelho, existe uma piscina natural com balneários, bar e zona de merendas. Contudo, o local é pedregoso demais para crianças pequenas.

• Em Ponta da Barca, vire à direita na direcção do farol e estacione nas proximidades. Do logradouro do farol, conseguirá avistar perfeitamente a costa, em especial o Ilhéu da Baleia, cuja configuração lembra, de facto, um cetáceo. Com um pouco de persuasão, poderá convencer o faroleiro a deixá-lo subir ao farol.

• Siga agora para Vitória, onde, perto da Ermida de Nossa Senhora da Vitória, existe um dragoeiro enorme. Se for com atenção, reparará num moinho típico da Graciosa, com a sua campânula encarnada. Poderá aproximar-se por uma estradinha estreita entre muros de pedra sobreposta. A óbvia influência holandesa que estes moinhos revelam deve-se a um surto de imigrantes da Flandres que, no século XV, se instalaram na ilha.

Comentários

Comentários