Artigos

transferir

Museu Municipal de Santiago do Cacém

De regresso ao centro da cidade, não deixe de visitar este espaço museológico, onde poderá apreciar uma excelente colecção arqueológica, distribuída por três salas. É aqui, na sala dois, que estão expostos alguns dos artefactos encontrados durante as escavações realizadas nas ruínas de Miróbriga, entre outras preciosidades. O período compreendido entre o Paleolítico e a ocupação romana está também representado.

• Além do núcleo arqueológico, o museu possui também um rico espólio etnográfico, que ilustra, sobretudo, o modo de vida das populações rurais, embora se apresente igualmente a reconstituição de um quarto tipicamente burguês.

• Numa das dependências, uma das celas da prisão foi mantida intacta, lembrando a utilização original do edifício, antes de ter sido transformado em museu. Existem ainda outras áreas que podem ser visitadas, onde decerto encontrará motivos de interesse.

Local: Praça do Município.
Contacto: 269 82 73 75.
Horário: de terça a sexta, das 10.00 h às 12.00 h e das 14.00 h às 17.00 h. Sábado e domingo, das 14.00 h às 17.00 h. Encerra à segunda e dias feriados.
Preço: gratuito.

• Se encontrar o museu ainda fechado, poderá esperar a hora de abertura no jardim da Praça do Município, em frente. Este está muito bem cuidado, oferecendo alguma sombra e espaço para as crianças brincarem.

montemor2

Castelo de Montemor-o-Novo

Suba até ao castelo, semi-arruinado, pelo menos para percorrer o caminho de ronda e apreciar uma alargada panorâmica da urbe e dos arredores. Trata-se, como muitos outros, de uma fortaleza arrebatada aos mouros na altura da reconquista, embora se pense que tenha uma origem ainda mais remota. Da muralha, que antigamente cingia todas as construções, já pouco resta. Ainda assim, vale a pena explorar os recantos que alberga.

• Perto da Porta da Vila, ou de Santarém, encontra-se o Convento da Saudação (séc. XVI), considerado uma das obras de maior importância da cidade. Se, na altura da visita, ainda estiverem a decorrer as obras de restauro do edifício, apenas poderá visitar os claustros e apreciar a azulejaria do antigo refeitório, perto da cozinha.

• Para a esquerda do convento, localiza-se a Igreja de Santiago (séc. XIV), que parece um pequeno oásis no meio deste deserto de ruínas, com algumas árvores, bancos e mesas de pedra em frente ao adro. Sensivelmente para a direita e por detrás do convento, situam-se mais alguns edifícios arruinados, como o Paço dos Alcaides e a Igreja de Santa Maria do Bispo (mais para oeste), antiga matriz. Se não tiver chovido recentemente e a temperatura estiver agradável, poderá dar um bom passeio até perto destas ruínas.

photo-2511_thumb

São Cucufate

As Ruínas de São Cucufate aparecem indicadas, um pouco adiante, do lado esquerdo da estrada. Trata-se de um importante vestígio da passagem dos romanos pelo Alentejo e terá sido a sede de uma exploração agrícola que poderíamos comparar ao tradicional “monte” alentejano. A estrutura das áreas de habitação, lazer, trabalho e templo ainda são facilmente identificáveis. A maior originalidade desta construção deve-se ao facto de ser a única de dois pisos (ainda visíveis) conhecida na Península Ibérica. Na Idade Média, o edifício principal terá sido utilizado como convento da Ordem Militar de Santiago.

Depois, passando por Vila de Frades, não deixe de provar o delicioso vinho da região, numa das vendas ou adegas tradicionais. Foi aqui que nasceu e morreu o ilustre escritor dos fins do séc. XIX, Fialho de Almeida, autor dos 3 volumes da obra Os Gatos, redigida na forma de crónicas panfletárias que fustigavam, sobretudo, os costumes da sociedade lisboeta do seu tempo.

IMG_3579

Museu Arqueológico e Ruínas de Ammaia

Depois de passar o campo de golfe, irá chegar a Aramenha. Vire à esquerda, onde estão indicadas as Ruínas de Ammaia. Pouco depois, à direita, com o Rio Sever por perto, encontrará o museu. É provável que fique surpreendido com a qualidade do museu, num local tão remoto do Alentejo. Num espaço amplo, poderá apreciar cerâmica utilitária, moedas, lápides e um interessante moinho de cereais de grandes dimensões. A maioria das peças está em óptimo estado de conservação. Além disso, a exposição é complementada por legendas explicativas e, em cada sala, por várias informações históricas sobre esta importante cidade romana. Fora do museu, poderá ainda visitar as suas ruínas, nomeadamente as portas da cidade, o fórum e as termas, ao longo de um trajecto bem assinalado.

Local: Estrada da Calçadinha, São Salvador de Aramenha.
Contacto: 964 06 99 31 (Dr. J. Carvalho).
Horário: dias úteis, das 09.00 h às 13.00 h e das 14.00 h às 18.00 h. Fins-de-semana, das 10.00 h às 13.00 h e das 14.00 h às 18.00 h.
Preço: gratuito.

802957

Capelinhos

Poderá agora deixar o carro estacionado no parque junto às piscinas e, virando logo à esquerda na estrada principal de acesso às mesmas, fazer um passeio a pé de cerca de 6 quilómetros até ao Vulcão dos Capelinhos. No entanto, se quiser poupar as pernas para a subida ao Pico, saiba que o trajecto também pode ser feito de automóvel, uma vez que o caminho de terra batida está em óptimo estado.

• Passará por um pequeno farol, construído para substituir o dos Capelinhos, que foi destruído durante as violentas erupções vulcânicas de 1957 e 1958. No fim da estrada, vire à direita e preste atenção às casas, enterradas em cinzas vulcânicas, cuja presença, em alguns casos, apenas é denunciada pelas telhas à superfície.

• Vire depois à esquerda, na direcção do farol em ruínas, bem visível no meio da paisagem. Este edifício, construído sobre um promontório sobranceiro ao mar, repousa agora, inútil, rodeado por um mar de lava solidificada que começa, aqui e ali, a ser colonizada pela primeira vegetação, especialmente caniços. Todo o terreno que se avista agora a sul e oeste do farol emergiu do mar durante as referidas erupções vulcânicas.

• Estacione junto ao farol e observe o que resta da cratera, na ponta oeste. O percurso até lá é mais fácil de fazer do que parece. Poderá apreciar um cenário quase lunar, mas também paisagens lindíssimas da costa. Seja prudente e não se aproxime muito da beira das falésias, porque o solo nessa zona é muito quebradiço.

parque aquatico fafe, parque aquatico de fafe, parque aquatico de fafe preços 2013, casa do penedo, burros, parque aquatico fafe preços, praias fluviais algarve, escapadelas baratas, parque aquatico fafe site oficial, casa do penedo fafe .