Artigos

fonte

Percurso em Leiria

Este percurso tem início na cidade de Leiria, dominada pelo seu castelo e pelo Rio Lis, que lhe conferem uma peculiar geografia. De seguida, convidamo-lo a visitar a Marinha Grande, tão conhecida pela sua arte vidreira. Depois de apreciar alguns exemplos de tão nobre e difícil arte, siga na direcção de São Pedro de Moei, passando, primeiro, pelo célebre Pinhal de Leiria. Praias agradáveis e parques apelativos são outros condimentos deste percurso, que lhe proporcionarão o merecido descanso. Finalmente, sugerimos uma visita à Batalha, onde um dos símbolos da região, o famoso Convento de Santa Maria da Vitória, espera por si.

IMG_7034

Fonte Pequena e Fonte Grande

Logo à entrada da vila, vai encontrar uma placa indicando que as Fontes ficam para a direita.

• Pouco depois, chegará à Fonte Pequena, que se encontra num belo parque à beira-rio. Dispõe de vários bancos, mesas e boa sombra do arvoredo denso. Atravessando a ponte de madeira, encontram-se também, a montante, alguns restaurantes.

O rio, pouco profundo, está repleto de peixes que a limpidez da água deixa apreciar facilmente, porventura demasiado confiantes no letreiro que proíbe a pesca neste local. Em poucos sítios é possível apreciar, tão de perto, barbos e bordalos destas dimensões.

• Continuando na mesma estrada, encontrará, um pouco adiante, a Fonte Grande. Aqui, as margens do rio foram consolidadas por muros de pedra rústica, com algumas escadarias de acesso à água.

Uma represa mantém o nível de água constante. A profundidade é baixa na maior parte do leito do rio; no entanto, junto da parede da represa existe um fundão onde mesmo os adultos não têm pé. Como não existe qualquer protecção que mantenha as crianças na zona menos profunda, é conveniente estar com atenção para que, se não souberem nadar bem, não sejam inadvertidamente arrastadas (apesar de a corrente do rio ser bastante suave) para “fora de pé”. Tirando este pormenor, trata-se de um local que poderá proporcionar algumas horas muito agradáveis, tanto às crianças como aos pais. Zonas relvadas, miradouros com alguns bancos e balneários completam este magnífico local de diversão e repouso. A não perder!

6532651_BhZEQ

Furnas

Depois, saia de Milfontes, tomando a direcção de Lagos. Passará a ponte sobre o Mira, de onde se tem uma outra perspectiva, igualmente magnífica, do rio, das praias em ambas as margens e da vila. Algum tempo depois, há um entroncamento, à direita, com a indicação Furnas. Vire nessa direcção e chegará à zona de praias menos frequentadas que se avistava de Milfontes. Antes das praias, existe uma área de merendas com muita sombra, de ambos os lados da estrada.

acf95fca-cb9a-495a-993a-2bd1ac7f0a0a

Praia Azul

Mais tarde, volte à esquerda, quando vir a indicação Praia Azul. Trata-se de um areal muito amplo, onde, na parte sul, vem desaguar um rio, formando uma laguna. Junto à praia, existe um bar com uma boa esplanada, colocada num local estratégico. Sobre as dunas, cresce muita vegetação, adaptada a este meio tão rude.

maxresdefault

Parque Municipal do Sítio das Fontes

Para iniciar a descoberta da região, saia de Portimão em direcção a Lagoa e, ao fim de poucos quilómetros, vire à direita para Estômbar. Ali, siga a indicação Fontes, no caminho para Silves, e vá com atenção para não passar o cruzamento de uma estrada de terra, à esquerda, com uma tabuleta indicando o Sítio das Fontes.

• Estacione o carro no local adequado e siga depois o trilho, que o leva até um troço da ribeira com as margens consolidadas por muros de pedra sobreposta. No final, um açude com uma comporta, junto a uma nora, mantém o nível da água constante. Mais ou menos a meio existe uma ponte que permite não só ter acesso à outra margem, como também dividir a parte menos funda (para as crianças) da zona mais profunda, mediante uma comporta de madeira. Escadas também de madeira permitem entrar e sair da água com facilidade.

• A água cristalina deixa ver o fundo, coberto de seixos rolados. Se tiver curiosidade de ver de onde vem toda esta água, suba o ribeiro uma ou duas dezenas de metros e encontrará uma cavidade, de onde brota um jorro de água suficientemente abundante para alimentar esta piscina natural.

• À volta do ribeiro encontra-se um parque muito agradável, com mesas, bancos, caixotes do lixo, assador, lavabos… enfim, uma série de equipamento que lhe permitirá desfrutar plenamente deste espaço de lazer. Também existe um anfiteatro ao ar livre, onde, durante o Verão, acontecem espectáculos diversos. Por sua vez, um percurso de manutenção, bem assinalado, pode constituir um complemento bastante saudável para uma manhã bem passada. No cais, junto à nora, atracam ocasionalmente, durante a maré cheia, barcos com turistas que viajam de Silves até Portimão, explorando todos os recantos do rio Arade.

parque aquatico fafe, parque aquatico de fafe, parque aquatico de fafe preços 2013, casa do penedo, burros, parque aquatico fafe preços, praias fluviais algarve, escapadelas baratas, parque aquatico fafe site oficial, casa do penedo fafe .