Artigos

fotos-016_thumb

Recinto Megalítico da Portela de Mogos

Saindo da gruta do Escoural, vire à direita, continuando sempre na direcção de Arraiolos. No cruzamento que indica Évora à direita, siga em frente (EN 370). Cerca de 4 quilómetros depois, pare o carro na berma, junto ao único sinal de ultrapassagem proibida. A partir daqui, parte um carreiro estreito, por onde deverá seguir a pé. Cerca de 200 metros depois, encontrará o Recinto Megalítico da Portela de Mogos, um pequeno mas interessante cromeleque. Embora seja bastante mais pequeno do que o seu vizinho dos Almendres, a visita justifica-se. Este vestígio megalítico, composto por uma série de monólitos de médias e grandes dimensões, dispostos em círculo, encontra-se bem preservado, conservando ainda o menir central. A razão de não ter sido ainda vítima de actos de vandalismo prende-se provavelmente com o facto de ser pouco conhecido pela maioria dos turistas, o que traz ainda a vantagem adicional de estar sempre deserto. Poderá assim desfrutar calmamente da paz que se vive neste local místico.

10_ponte_sor

Em Ponte de Sor

Os principais atractivos de Ponte de Sor são, sem dúvida, os espaços de lazer, dos quais se destaca a magnífica zona ribeirinha, recentemente recuperada pelo município. Aqui encontrará uma série de equipamentos, desde o complexo das piscinas, que inclui três tanques (bebés, crianças e adultos), ao campo de ténis. O espaço apresenta-se verdejante e bem cuidado, com bancos de pedra semeados ao longo do recinto, bebedouros, caminhos empedrados e mesmo um bar com esplanada. Ao fundo, o cenário é complementado pela bela ponte romana, já bastante alterada, devido à reconstrução de que foi alvo no séc. XIX.

• Passando por baixo dos arcos da ponte e virando logo à direita, encontrará a singela Fonte da Vila, adornada com as armas de Portugal. Vire depois à esquerda e siga pela Rua da Fonte, até encontrar, numa esquina, a Capela de São Pedro, do séc. XVII.

• Na principal via da cidade, a Avenida da Liberdade, passará pela Igreja Matriz, circundada por um pequeno, mas agradável, jardim. Adiante, encontra-se o Jardim Municipal, outro espaço verde, muito bem cuidado, ideal para fazer uma pausa à sombra. Um pouco mais à frente, ao fundo (Avenida Manuel Pires Filipe), aprecie a elegante fachada do cine-teatro, recentemente recuperado.

5857057410_5b66063125_z

Jardim das Portas do Sol

Depois, vá até às Portas do Sol, onde encontrará um agradável jardim, muito bem cuidado, rodeado pelas antigas muralhas. Para que nada falte ao visitante, existe, dentro do recinto, um quiosque-bar com esplanada, um pequeno espaço com mesas e bancos de madeira, instalações sanitárias e, para os mais novos, um parque infantil. Subindo ao caminho de ronda, poderá desfrutar de uma magnífica panorâmica do Tejo e dos campos em redor.

10213260_x

Parque D. Carlos I e Mata Rainha D. Leonor

Depois, visite o amplo Parque D. Carlos I e a Mata Rainha D. Leonor, que lhe fica contígua. O recinto do parque está profusamente arborizado, com numerosas árvores seculares, e bem ajardinado. Encontram-se também inúmeras esculturas dos séculos XIX e XX, que complementam a “decoração” do recinto. Num lago central, há barcos para alugar. Aí perto, protegido por um enorme urso de pedra, está instalado um parque infantil onde, entre equipamento diverso, se destaca um slide suficientemente “radical” para entusiasmar até os miúdos mais indiferentes. No extremo oposto do parque, já na mata, existe um bom parque de merendas, com muita sombra, onde é possível ouvir o canto das muitas aves que o frequentam, sempre à espera de umas migalhas. Mas, se preferir um local mais requintado, dispõe também de um bom bar-restaurante, com uma óptima esplanada, muito perto do parque infantil.

Horário: todos os dias, das 09.00 h às 23.00 h.
Preço: gratuito.

Fonte de Chãos - Alcobertas (3)

Alcobertas

Siga agora em direcção a Alcobertas. Ao passar por Portela de Teira, vá com atenção, para virar à direita junto ao Café Beira Serra, que fica perto de uma curva. Seguindo por essa estradinha e tomando sempre a via da esquerda, irá ter a um logradouro, onde existe uma falésia rochosa, constituída por colunas prismáticas, semelhantes às que se encontram, por exemplo, no percurso 48 (Ilha de Porto Santo). Se gosta deste género de paisagens, vale a pena fazer este pequeno desvio de cerca de um quilómetro, que também lhe permitirá desfrutar de uma boa vista dos arredores. Depois, regresse ao cruzamento do café, vire à direita, e continue o caminho para Alcobertas.

• Nessa localidade, encontrará, à direita, a indicação Potes Mouros. Seguindo sempre pelo caminho da esquerda, verá, pouco depois, nova indicação à esquerda. A seguir, chegará a um recinto vedado, onde há apenas uma passagem de acesso a pé. No maciço rochoso, do lado esquerdo, existem umas cavidades arredondadas, escavadas no solo. Segundo parece, era aí que os mouros armazenavam os alimentos – ou seja, trata-se de uma espécie de “antepassados dos frigoríficos”.

• Regressando à estrada principal e dirigindo-se ao centro da aldeia, vire à esquerda, seguindo a indicação Nascentes. A água das nascentes corre até encher um grande tanque e depois contorna um pequeno parque de merendas, à sombra de umas árvores. É um local agradável, que pode ser uma boa opção se lhe apetecer fazer uma pequena pausa.

• De volta à estrada por onde veio, encontrará, já no centro, uma tabuleta indicando, à direita. Igreja Paroquial Dólmen ou Anta. Esta igreja aparece de repente, do lado esquerdo da estrada, em frente ao cemitério. A Capela de Santa Maria Madalena começou por ser uma anta-capela, que mais tarde foi associada à igreja, como uma capela lateral (semelhante à Anta-Capela de São Dinis, no percurso 30, de Montemor-o-Novo). Junto ao templo há mesas e bancos à sombra.

parque aquatico fafe, parque aquatico de fafe, parque aquatico de fafe preços 2013, casa do penedo, burros, parque aquatico fafe preços, praias fluviais algarve, escapadelas baratas, parque aquatico fafe site oficial, casa do penedo fafe .