Artigos

8301974

Ferreira do Alentejo

Quem chega pela entrada oeste de Ferreira do Alentejo vê, em primeiro lugar, um curioso templo, tipicamente alentejano, caiado de branco e debruado a azul. É a Igreja de Nossa Senhora da Conceição, construída em meados do séc. XVII. Lá dentro, encontra-se um painel de azulejos da mesma época, considerado único em toda a Península Ibérica. Infelizmente, não pode ser admirado pelos visitantes, já que, por falta de pessoal, não há quem venha abrir a porta. Terá assim de se contentar com a fachada.
O cruzeiro que se encontra em frente ao templo data de 1940, marcando os centenários da fundação de Portugal e da Restauração.

• Continuando pela Avenida Gago Coutinho e Sacadura Cabral, chegará a um cruzamento, onde se encontra o ex libris da vila e, provavelmente, também o monumento mais estranho: a Capela do Calvário ou de Santa Maria Madalena, talvez mais conhecido como Igreja das Pedras. Este pequeno edifício, de planta circular e abóbada em cúpula, rematada por um lanternim, foi inicialmente construído a sul da vila, na Rua do Calvário. Só no séc. XIX foi trazido para a localização actual. As dezenas de pedras que cravejam as paredes exteriores simbolizam as que foram atiradas a Cristo no caminho para o Calvário.

• A partir daqui, poderá percorrer as ruelas estreitas da vila, admirando as casinhas tipicamente alentejanas. Na Praça Comendador Infante Passanha, repare nos belos edifícios que aí se encontram, como o da câmara municipal ou o da sociedade recreativa. Na Rua da República, em frente, observe as fachadas de estilo Arte Nova. Aí próximo, encontra-se a Igreja Matriz, que data de 1320, embora as constantes reformas não deixem transparecer a sua antiguidade.

ruinas-romanas-de-milreu

Ruínas de Milreu

Passados cerca de 8 quilómetros, vire à direita na direcção de Estói e encontrará, pouco depois, a indicação das Ruínas de Milreu à sua esquerda. Existe um pequeno parque de estacionamento, mas o mais provável é que esteja cheio. Se assim for, terá de estacionar na beira da estrada.

• Estas ruínas foram classificadas em 1910 como Monumento Nacional e estão actualmente inseridas no Programa dos Itinerários Arqueológicos do Alentejo e Algarve. A villa romana, cuja construção se estendeu do século III ao século I a.C, era constituída por um centro de exploração agrícola, uma residência campestre, um templo, instalações termais e um cemitério.

• Contemple com especial atenção os mosaicos, sobretudo os que ornamentam os muros do edifício religioso e as paredes da banheira, que representam peixes coloridos. Note que a temática marítima está bem patente na decoração de todo o conjunto, em especial no templo, dedicado às divindades aquáticas.

Local: Estói.
Contacto: 289 99 78 23.
Horário: Maio a Setembro, das 09.30 h às 12.30 h e das 14.00 h às 18.00 h; Outubro a Abril, das 09.30 h às 12.30 h e das 14.00 h às 17.00 h. Encerra às segundas e feriados de Sexta-Feira Santa, Domingo de Páscoa, 1 de Maio e 25 de Dezembro.

Anta de Pavia - Capela de São Dinis

Anta-Capela de São Dinis

O monumento mais interessante de Pavia é, sem dúvida, a Anta-Capela de São Dinis, uma curiosa, mas não única adaptação de uma construção megalítica ao culto cristão. O aspecto bruto da pedra foi mantido sem qualquer pintura, tendo apenas sido tapadas as brechas entre os monólitos e acrescentado o portal e a torre sineira. Além da curiosidade da adaptação do monumento, é de referir que se trata de uma das maiores antas do país. Entrar na capela é, decididamente, uma experiência quase mágica.

Ruin'Art-823

Torre das Águias

O monumento mais conhecido de Brotas é, provavelmente, a Torre das Águias. Para lá chegar, basta seguir as placas indicativas que levam a um caminho de terra batida. Após alguns solavancos, irá provavelmente ficar desiludido, pelo menos com o seu aspecto interior. O edifício, que serviu de abrigo aos cavaleiros que por aqui passavam e também de câmara municipal, encontra-se actualmente bastante degradado. Apenas os tectos nervurados foram recentemente restaurados. Se estiver fechada, dirija-se a uma das casas que se encontram ao lado.

2767449987_2b9232622f_b

São Pedro das Cabeças

Quando desejar sair de Castro Verde, volte à Praça da República e siga a indicação São Pedro das Cabeças, onde chegará após percorrer cerca de 8 quilómetros através de uma paisagem tipicamente alentejana. É provável que veja alguns rebanhos de ovelhas a pastar ao lado da estrada e algumas manadas de bois olhando, pachorrentamente, por detrás das cercas. Deitando mais uma acha para a polémica sobre o local onde terá ocorrido a Batalha de Ourique, foi erguido em São Pedro das Cabeças um monumento que a celebra. Aí perto, encontra-se também a Ermida de São Pedro, que terá sido mandada edificar por D. Sebastião, em homenagem ao nosso primeiro monarca, bem como um sítio arqueológico, cujo painel interpretativo refere tratar-se de um monumento funerário com origem no período Calcolítico (a partir do séc. V a.C).

parque aquatico fafe, parque aquatico de fafe, parque aquatico de fafe preços 2013, casa do penedo, burros, parque aquatico fafe preços, praias fluviais algarve, escapadelas baratas, parque aquatico fafe site oficial, casa do penedo fafe .