Artigos

convent-of-christ-in-tomar

Em Tomar

Inicie o percurso com uma visita ao Parque do Mouchão, em pleno coração da cidade. Logo à entrada, repare na enorme roda de rega que ali labora há séculos! Este é um espaço de lazer muito agradável, com muitas árvores e recantos lindíssimos à beira-rio, acompanhados por diversos açudes e pontes. Também é possível fazer um passeio pelo rio, já que existem pequenos barcos para alugar. Perto do estádio, encontra-se um bom parque de merendas, que brinda os visitantes com uma excelente panorâmica do rio. A propósito, repare nos milhares de barbos que aí permanecem quietos, quase indolentes… Junto ao parque de merendas, há também um bom parque infantil, pelo que poderá usufruir calmamente desse espaço enquanto mantém as “debaixo de olho”.

• Depois, atravesse a Ponte Velha e aprecie os Moinhos de Água d’EI Rei, engenhos curiosos que, no segundo quartel do século XVI, aproveitavam a força motriz da água para uso industrial. Do outro lado, na Rua Everard, observe a oficina de fundição e serralharia, que produz verdadeiras obras de arte em ferro fundido e forjado.

• A seguir, atravesse a parte velha da cidade, subindo a Rua Serpa Pinto até à espaçosa Praça da República. Aí, poderá visitar a Igreja de São João Baptista, na qual se destaca o magnífico portal. A fachada gótica, que lhe dá um toque grandioso, deve-se a D. Manuel I, que, nessa altura, era também Mestre da Ordem de Cristo. No interior do templo, aprecie o púlpito, em pedra trabalhada, e as tábuas quinhentistas do mestre Gregório Lopes.

Local: Praça da República.
Contacto: 249 31 26 11.
Horário: todos os dias, das 10.00 h às 18.00 h.
Preço: gratuito.

6532651_BhZEQ

Furnas

Depois, saia de Milfontes, tomando a direcção de Lagos. Passará a ponte sobre o Mira, de onde se tem uma outra perspectiva, igualmente magnífica, do rio, das praias em ambas as margens e da vila. Algum tempo depois, há um entroncamento, à direita, com a indicação Furnas. Vire nessa direcção e chegará à zona de praias menos frequentadas que se avistava de Milfontes. Antes das praias, existe uma área de merendas com muita sombra, de ambos os lados da estrada.

SONY DSC

Parque Florestal do Capelo

No meio de uma mata cerrada de criptomérias, cedros e outro arvoredo, encontrará um excelente parque de merendas, equipado com mesas, bancos, instalações sanitárias, etc. Os grelhadores, diferentes das estruturas de alvenaria habituais, assemelham-se aqui a pequenos edifícios, construídos em pedra vulcânica bruta, agrupando vários fogos. Evita-se assim, de uma forma simpática, a proliferação de pequenos grelhadores pelo parque.

Os diversos caminhos e veredas que cruzam o parque permitem explorá-lo, a pé ou de bicicleta. Num grande cercado, um grupo de elegantes gamos, muito bem tratados, fará as delícias das crianças mais irrequietas.

Flysh carbonífero del Bajo Alentejo. Cabo Sardao

Cabo Sardão

Mais tarde, quando a vontade de continuar a explorar as redondezas falar mais alto, volte à vila e, na rotunda logo à entrada, tome a estrada da direita, em direcção ao Cabo Sardão (atenção, não está indicado!). Cerca de um quilómetro depois, encontrará mais uma área de merendas, à esquerda. No cruzamento seguinte, siga na direcção de São Teotónio e Zambujeira do Mar (numa placa pouco visível também está indicado Cabo Sardão). Adiante, encontrará as indicações Cabo Sardão e Cavaleiro; alguns metros depois, vire à direita, na direcção oposta às placas São Teotónio e Zambujeira do Mar.
Siga sempre em frente e ficará defronte do farol. Aí, corte à esquerda e siga por uma estrada de terra batida, que o levará a um campo de futebol ao lado da casa do farol. Estacione e, depois, aproxime-se com cuidado da falésia: nessa altura, estará diante de uma das mais paisagens mais selvagens e, por isso mesmo, mais espectaculares de toda a costa portuguesa! De um lado e do outro, os penhascos escarpados sucedem-se, habitados apenas por algumas cegonhas-brancas que, estranhamente, aproveitam os pontos mais altos para aí fazerem os seus ninhos. Ao que parece, estas são as únicas cegonhas-brancas, em todo o mundo, que nidificam em escarpas marítimas. Por isso, não hesite: escolha um sítio adequado, sente-se durante alguns momentos, respire fundo e aproveite bem esta oportunidade de reforçar os laços com a Natureza…

SONY DSC

Capelas

Siga na direcção de Capelas, continuando a viagem pela estrada que segue junto à costa, onde quase em cada curva surge um cenário diferente. Pelo caminho, passará por diversos retiros e parques de merendas, onde poderá parar um pouco para apreciar melhor a paisagem ou tomar uma refeição ligeira.
Atravessando a vila, passará por uma praça central muito simpática, com um óptimo jardim e uma igreja. Dirija-se ao porto, onde existe uma piscina natural protegida das vagas, normalmente fortes nesta costa, mas com poucos equipamentos de apoio. Um pouco mais à frente, situam-se as ruínas da antiga Fábrica da Baleia. Em finais dos anos setenta, existia aqui um pequeno museu, que actualmente se encontra abandonado. Ainda assim, pode entrar e observar as caldeiras onde era derretida a gordura de baleia e outros equipamentos de apoio. Poderá visitar ainda a Oficina-Museu M. J. Melo e observar ao vivo a faina do oleiro, do sapateiro, do barbeiro e do ferreiro.

Local: Rua do Loural, n.° 56.
Horário: segunda a sábado, das 14.00 h às 18.00 h.
Preço: gratuito.

parque aquatico fafe, parque aquatico de fafe, parque aquatico de fafe preços 2013, casa do penedo, burros, parque aquatico fafe preços, praias fluviais algarve, escapadelas baratas, parque aquatico fafe site oficial, casa do penedo fafe .