Artigos

VilaReal2

Em Vila Real

Ao visitante acabado de chegar, esta cidade, dominada pelo aspecto imponente das serras circundantes não causa grande impressão. Mas um passeio pelo centro acaba por revelar exactamente o contrário: camuflados pela aparência desmotivante dos símbolos de “progresso”, encontram-se locais bastante atractivos. Sugerimos que faça uma parte do passeio a pé e, se quiser evitar a preocupação constante de ter de repor moedas nos parquímetros, pode deixar o carro no parque subterrâneo, junto à esquadra da polícia: esse parque também é pago, mas sempre é mais cómodo do que os referidos parquímetros…

• Assim, propomos que comece o dia tomando o pequeno-almoço ou um café numa das pastelarias do centro. Se o tempo estiver bom, experimente ficar numa esplanada, aproveitando para “tomar o pulso” ao ambiente da cidade. Depois, faça uma visita à Capela da Misericórdia, um templo de traça românica, apesar de ter sido construído no séc. XVI. Segundo a tradição, no mesmo local estaria antes uma sinagoga. Lá dentro encontrará sete quadros a óleo do séc. XVII, representando cenas da Paixão de Cristo, e o túmulo do denominado Santo Soldado. Nas traseiras, repare nos dois nichos nas esquinas do edifício, com imagens de dois santos em pedra.

• Ali mesmo, na Rua da Misericórdia, nos n.° 51 a 53, encontrará a Casa Lapão (contacto: 259 32 41 46, aberta todos os dias até às 19 horas), especializada no fabrico de doçaria regional. Se estiver a fazer dieta, o melhor é nem visitar a Igreja da Misericórdia, não vá algum aroma trazido pela aragem obrigá-lo a mudar de ideias… Caso contrário, aconselhamo-lo a provar, pelo menos, os pastéis-de-santa-clara e as cristas-de-galo. O preço varia entre cerca de 0,5 e 1,1 euros.

• Na Avenida Carvalho Araújo, não deixe de reparar na fachada do edifício onde está instalado o Posto de Turismo. Depois, atravesse a rua, para uma breve visita à gótica Sé Catedral (igreja do antigo Convento de São Domingos), onde se encontram interessantes capitéis esculpidos com temas naturalistas. A entrada faz-se pela face oposta à avenida, onde existe um átrio sombreado por enormes plátanos. Repare também nas figuras de pedra talhadas sobre os portais, do lado esquerdo da entrada da igreja.
Mais abaixo, poderá ver a casa onde se supõe ter nascido Diogo Cão, explorador da Costa de África e um dos mais ilustres filhos da terra. É um edifício de aspecto medieval, em bom estado de conservação, com escadaria exterior sob uma arcada. Curiosamente, no n.° 27 da mesma rua, encontra-se a casa onde viveu, durante a infância, Jaime Neves, um dos capitães de Abril.

• Na esquina da Rua Serpa Pinto, repare no antigo edifício da pensão-restaurante Excelsior, com a sua traça elegante, embora esteja em muito mau estado. Aprecie o torreão e o escudo de pedra. Em frente, do outro lado de um largo em forma de triângulo, ergue-se a bonita fachada da Capela Nova ou Igreja dos Clérigos, uma “jóia” barroca atribuída a Nicolau Nasoni, arquitecto responsável por obras tão conhecidas como a Torre dos Clérigos ou o Palácio do Freixo, no Porto.
Nesta parte velha da cidade, repare também nas graciosas sacadas de alguns edifícios, em ferro muito trabalhado, típicas desta urbe.

parque aquatico fafe, parque aquatico de fafe, parque aquatico de fafe preços 2013, casa do penedo, burros, parque aquatico fafe preços, praias fluviais algarve, escapadelas baratas, parque aquatico fafe site oficial, casa do penedo fafe .