Artigos

ftacurbana01

Almeirim

Quando tiver “recarregado as baterias”, regresse à estrada principal e continue no sentido de Santarém. Siga depois a indicação Almeirim. Chegado à cidade, não deixe de provar, se estiver na hora de uma refeição, o prato mais conhecido da região: a sopa de pedra. Depois, talvez já de barriga cheia, poderá fazer uma pausa no jardim da Biblioteca Municipal Marquesa do Cadaval, entre a Avenida 25 de Abril e a Rua Dr. José Amaro de Almeida, um espaço recente e bastante agradável, com uma zona relvada e um pequeno lago artificial.

A seguir, poderá visitar mais um marco da Rota do Vinho do Ribatejo. À saída de Almeirim para Salvaterra de Magos, encontra-se a Quinta da Alorna, uma exploração essencialmente vitivinícola, que funciona nos mesmos moldes da Quinta do Cadaval, com especial destaque para a prova de vinhos, com ou sem acompanhamento. Na propriedade, ergue-se ainda um belo palácio do século XIX.

Local: EN 118 (km 73).
Contacto: 243 57 07 00.
Preço: a combinar, consoante o tipo de visita.

Açores-Ponta-Delgada-Parque-Terra-Nostra

Parque Terra Nostra

Quando começar a sentir que até a sua roupa interior já cheira a enxofre, então está na hora de partir em busca do Parque Terra Nostra. Entre pelo portão e siga sempre em frente, detendo-se apenas para pagar a entrada. Seguindo o som das vozes, chegará a um enorme lago, alimentado por uma bica que debita um jorro descomunal de água castanha. Não se preocupe: apesar da cor, estas águas termais são perfeitamente limpas.

• Quando entrar na água, perceberá porque é que estão todos tão contentes: a água está morna e, junto à bica, a temperatura é mesmo extremamente elevada. Uma delícia para os mais friorentos, que se transformará mais tarde num problema, quando tiverem de regressar ao exterior. O lago tem uma profundidade de cerca de 1,30 metros, excepto num fundão protegido e sinalizado com cordas. É preciso ter muito cuidado com as crianças, porque, caso surja uma emergência, a água não tem qualquer visibilidade!

• Obviamente, o parque tem muito mais para ver. Trata-se de um autêntico jardim botânico, extremamente bem cuidado, onde se destacam os inúmeros fetos, relíquias vivas de há milhões de anos, quando a terra ainda tremia sob as passadas dos dinossáurios.

Horário: todos os dias, das 10.00 h às 19.00 h.

• Seguindo pela rua que passa em frente ao portão do parque, estacione um pouco mais à frente junto a um fontanário. Siga pela vereda por onde uma tabuleta indica Lomba das Barracas, caminhando sempre ao lado de uma levada. Preste atenção às lindíssimas folhas de inhame que dominam a paisagem, do lado direito da vereda. Chegará a uma pequena lagoa, chamada Poça das Furnas, alimentada por um jorro de água termal quente, mas aqui perfeitamente cristalina, mesmo a pedir uma segunda sessão de banhos.

• Ainda na vila das Furnas, poderá visitar os Viveiros Florestais de Trutas e observar todas as fases de crescimento destes belos e deliciosos peixes, destinados ao povoamento de vários cursos de água da ilha.

Horário: dias úteis, das 08.00 h às 16.00 h; fim-de-semana, das 10.00 h às 18.00 h.
Preço: gratuito.

4 EM 1

Parque das Termas de Vidago

Desça agora até às Termas, passando por uma alameda de enormes carvalhos, cujas copas se fecham sobre a rua, formando uma espécie de túnel verdejante.

• O parque não é mais do que o Jardim do Hotel Vidago Palace, um edifício da Belle Époque com tantas janelas quantos os dias do ano. A estância termal, de fachada não menos emblemática, foi recentemente restaurada e está envolta num frondoso arvoredo.

• Logo à entrada, do lado direito, encontrará um lago sereno, atravessado por uma ponte, que pode ser apreciado do alto de um pequeno miradouro. Um pouco adiante, à esquerda, existe um pequeno parque infantil, mesas e bancos para merendar e inúmeros recantos para explorar. Até as instalações dos serviços sanitários, da mesma traça do hotel, merecem uma visita!

• O jardim, embora seja propriedade do hotel, é de utilização pública e gratuita, e funciona das 8 às 24 horas, durante todo o ano.

BarragemDoLagoViriatoPreview

Lago do Viriato

A seguir às Penhas da Saúde, seguindo na direcção da Torre, encontrará uma barragem, à esquerda, envolvida numa paisagem lindíssima, onde tudo inspira tranquilidade: é o Lago do Viriato. Estacione num dos alargamentos ao lado da estrada. Nas margens do lago, a cerca de 50 metros da estrada, existem diversas zonas planas, onde poderá estender uma toalha de piquenique ou uma manta. A água é límpida e as crianças têm pé até uma distância razoável. Infelizmente, não existem, pelo menos nesta margem, sombras próximas, pelo que é conveniente dispor de um chapéu de praia, para evitar problemas com o sol.

6611_ori_leiria

Em Leiria

Sugerimos que, logo pela manhã, inicie o percurso com um passeio pelo centro histórico da cidade, tomando o pequeno-almoço ou uma bebida fresca numa das esplanadas dos cafés da Praça Rodrigues Lobo e desfrutando de uma bonita perspectiva do castelo, que espreita sobre os telhados das casas. Depois, faça uma visita ao Jardim Luís de Camões, que fica mesmo ali ao lado. Sob a copa de diversas tílias de grande porte, encontrará um jardim bem cuidado, com diversos arruamentos e bancos, uma esplanada, um bar e um pequeno lago repleto de vigorosos inhames.

• Saindo pelo extremo leste do jardim e atravessando a ponte sobre o Rio Lis, chegará ao Parque Tenente Coronel Jaime Filipe da Fonseca, que foi um ilustre leiriense. Este espaço de lazer, quase tão extenso como o seu nome, começa logo com um excelente ponto de interesse para os mais novos (e não só!): um avião bimotor que serviu, há muitas décadas, a Força Aérea Portuguesa. Logo a seguir, existe um excelente parque infantil, muito bem equipado. O parque estende-se sempre à beira-rio, através de uma agradável alameda arborizada, onde muitos pescadores tentam a sua sorte nas águas promissoras do Lis. Repare na ponte, de configuração ondulada, que contrasta, de forma agradável, com a superfície plana das águas do rio. Neste parque existem também vários campos de ténis, um lago com os seus patinhos, um ringue e um campo de basquetebol.

• Saia do parque pelo portão por onde entrou, siga esse caminho até encontrar a ponte à direita e atravesse o rio. Continuando a andar na outra margem, sempre no mesmo sentido, passará pela Igreja do Espírito Santo e, depois, por um bonito fontanário – a chamada Fonte Grande (séc. XVIII). Depois, pegue no carro e siga as indicações que o conduzem ao castelo. Depois de atravessar a Porta do Castelo, ou de São Pedro, achará um bonito recinto arborizado que antecede a entrada na fortaleza. Aprecie as grandiosas proporções da capela-mor e do portal da Igreja de Nossa Senhora da Pena, situada dentro do castelo. Em frente à imponente Torre de Menagem, encontra-se o Paço, formado por dois torreões, um grande salão e uma lindíssima galeria panorâmica. Aproveite também para apreciar a bonita vista que se pode desfrutar do castelo.

parque aquatico fafe, parque aquatico de fafe, parque aquatico de fafe preços 2013, casa do penedo, burros, parque aquatico fafe preços, praias fluviais algarve, escapadelas baratas, parque aquatico fafe site oficial, casa do penedo fafe .