Artigos

arcos-de-valdevez-ponte-centenc3a1ria-6

Arcos de Valdevez

Se tiver crianças, sugerimos que comece o dia levando-as a travar conhecimento com o parque infantil que fica situado a sul da ponte nova da vila. Depois, passeie calmamente, sempre à beira-rio, até ao Campo do Trasladário, para o que terá de passar pela ponte velha. Chegará a um parque onde se encontra o magnífico Monumento ao Recontro de Valdevez, que celebra a batalha-torneio que, segundo alguns historiadores, terá ocorrido em 1140 entre os apoiantes de D. Afonso Henriques, já entusiasmado pela ideia de independência, e os do seu primo D. Afonso VII, rei de Leão e Castela. Afonso Henriques terá saído vencedor do confronto e dado um passo muito importante na conquista da autonomia do território.

• No extremo norte deste espaço existe uma esplanada muito atractiva, onde, caso ainda não o tenha feito, poderá tomar um café à sombra de umas tílias de grande porte e aproveitar para dar uma vista de olhos ao resto do percurso, delineando, eventualmente, algumas opções. Perto, há um espaço onde as crianças poderão entreter-se durante algum tempo.
Se preferir descer a escadaria que aí se encontra, acederá à parte inferior do parque, que forma uma espécie de ilhota ajardinada onde poderá continuar o passeio matinal, apreciando a paisagem envolvente do rio e os arcos da ponte velha.

• A seguir, sugerimos que suba ao Largo da Lapa e visite a igreja com o mesmo nome, de arquitectura pouco vulgar, como poderá concluir ao ver a torre atrás da capela-mor e a sua cúpula ampla e alta. No interior, repare na graciosidade do tecto, especialmente na zona da cúpula, e na talha dos retábulos, que constituem um bom exemplo do estilo rococó.

• Um pouco abaixo, na Praça Municipal, poderá visitar a Capela de Nossa Senhora da Conceição, o monumento mais antigo da vila. Esta pequena capela, mandada edificar nos finais do século XIV pelo Abade de Sabadim, apresenta um estilo arquitectónico de transição entre o românico e o gótico. Sofreu diversas transformações ao longo dos anos e já não é utilizada para o culto, mas lá dentro continua a sentir-se a imponência do granito, que convida à interioridade.

• Ao lado da capela, na Rua da Praça, n.° 45, encontra-se a típica Tasca do Delfim, cujo proprietário é um exímio tocador de acordeão e concertina (contacto: 258 51 53 90). É um bom local para saborear um petisco e um pouco de vinho verde, ao som pouco usual da concertina. Se passear o olhar pelas paredes, também poderá assistir a um autêntico “desfile” de velhas concertinas, adquiridas ao longo dos anos pelos proprietários do estabelecimento.

• Se é um apreciador de trabalhos em pedra, não deixe de ver, ainda na Praça Municipal, o pelourinho. Terá sido construído em 1515, ano em que D. Manuel concedeu foral à vila. Repare sobretudo no capitel em forma de taça, decorado com os escudos nacionais e esferas armilares. É um dos raros pelourinhos que ostenta, gravado, o nome do canteiro: João Lopes, artista já nosso conhecido.

• Se regressar à zona onde ficava a esplanada que sugerimos e seguir sempre ao longo do rio, no sentido norte, acabará por encontrar uma praia fluvial, onde também poderá passar algumas horas muito agradáveis junto das águas cristalinas do Vez.
O acesso à praia faz-se através de um túnel que passa por debaixo da estrada e, depois, por uma pequena ponte. A ilhota onde se encontra a praia tem muita sombra e um vasto areal.
Nessa zona, o rio tem pouca profundidade, de forma que, desde que não se descuide a segurança, as crianças poderão brincar à vontade.

parque aquatico fafe, parque aquatico de fafe, parque aquatico de fafe preços 2013, casa do penedo, burros, parque aquatico fafe preços, praias fluviais algarve, escapadelas baratas, parque aquatico fafe site oficial, parque terra nostra .