Artigos

villa_house_for_rent_in_redondo_alentejo_portugal_1917_usd_week_99836329327409884

Redondo

Chegando ao Redondo, verá um largo logo à entrada da vila. À esquerda, junto a uma bomba de gasolina, há uma loja de artesanato, onde se vendem sobretudo loiças e artigos de barro. Também o Redondo é terra de oleiros e as suas loiças de barro, artisticamente decoradas, são bem conhecidas. Depois de uma eventual visita à referida loja, dirija-se ao centro. Estacione, antes de entrar pelas estreitas ruas empedradas que o levarão ao principal largo da vila (a Praça D. Dinis), onde se encontra a Igreja Matriz de Nossa Senhora da Anunciação e o chamado Postigo do Relógio.
A igreja matriz é um templo de linhas sóbrias, onde se destacam alguns painéis de azulejos, as seis capelas laterais e a talha dourada do altar-mor. Inclui um pequeno museu de arte sacra (contacto: 266 90 91 44). Situado ao lado da igreja, o referido Postigo do Relógio mais não é do que uma das antigas portas de entrada na cerca medieval. A sua origem remonta ao tempo de D. Dinis. O campanário ostenta três sinos de bronze, fundidos em Estremoz.

• Passe a porta do Postigo do Relógio e siga pela Rua do Castelo. É uma rua estreita e pitoresca, ladeada por pequenas casas brancas. Mais ou menos a meio, do lado esquerdo, há um largo onde se encontra o antigo hospital e a Igreja da Misericórdia e, ao fundo, a figura imponente da torre de menagem, uma construção militar-palaciana que, infelizmente, está muito mal conservada. No n.° 36 da mesma Rua do Castelo, há uma placa indicando Olaria Mértola. Lá dentro, encontrará alguidares, ânforas, pratos e muitas outras peças de barro, a confirmar a tradição oleira da povoação. As traseiras da olaria comunicam directamente com a muralha medieval. Como os proprietários permitem o acesso dos visitantes à muralha, poderá fazer um curto passeio sobre a mesma, até à célebre Porta da Ravessa. A Porta do Sol ou da Ravessa é bastante conhecida, pelo facto de ter dado o nome a um dos vinhos produzidos pela Adega Cooperativa do Redondo, constando inclusivamente do respectivo rótulo. Está ladeada por duas pequenas torres e, à esquerda de quem sai, é possível observar, gravadas na pedra, as marcas oficiais da vara e do côvado, unidades que eram utilizadas para medir os panos comercializados nos mercados e feiras que se realizavam próximo do local.

• Depois, desça a calçada, até uma igreja branca com barras azuis, ao lado da qual se distingue um cemitério. Trata-se do antigo Convento de Santo António da Piedade, um templo erguido no séc. XVII para albergar uma comunidade de frades franciscanos.

fb_529203_420357538046727_816378634_n

Adega Cooperativa da Covilhã

Saindo do museu, siga as placas que indicam a localização do posto da GNR e, um pouco adiante, encontrará a Adega Cooperativa da Covilhã. No entanto, só são aceites visitas que sejam marcadas com antecedência (veja o Contacto).

• A produção de vinho nesta região data de tempos imemoriais. Já num foral de D. Sancho I, de 1224, se encontra referência à actividade, regulando o valor da portagem de cada carga de vinho trazida para o mercado. Esta adega foi fundada em 1954 e, desde então, os seus vinhos têm sido frequentemente premiados, tanto em Portugal como no estrangeiro. Poderá visitar as instalações da fábrica e a sala-museu, onde se encontram expostos alguns aparelhos outrora utilzados na produção do vinho. E, se quiser adquirir conhecimentos mais profundos sobre os néctares desta região serrana, poderá fazer uma prova, acompanhada de queijo e presunto.

• Na loja, poderá comprar garrafas das diversas marcas de vinho aqui produzidas, a preços que vão de cerca de 1 euro, para um Pedra do Urso, a quase 13 euros, para um Colheita do Sócio Magnum. Também poderá optar por um Terras de Cabral, uma das últimas marcas lançadas por esta adega, em comemoração da descoberta do Brasil.

Local: Quinta das Poldras.
Contacto: 275 33 07 50 (contactar Artur M. Cabrito Diogo, para marcar a visita com alguma antecedência. Em princípio, a visita só será efectuada se houver um mínimo de 6 pessoas interessadas).
Horário: de segunda a sexta, das 09.00 h às 12.30 h e das 14.00 h às 18.00 h. Domingos e feriados, das 10.00 h às 13.00 h e das 15.00 h às 17.00 h.

parque aquatico fafe, parque aquatico de fafe, parque aquatico de fafe preços 2013, casa do penedo, burros, parque aquatico fafe preços, praias fluviais algarve, escapadelas baratas, parque aquatico fafe site oficial, parque terra nostra .