Artigos

1992914

Arrifana

Continue caminho e, já bem perto da Guarda, detenha-se na Arrifana. Se lhe apetecer visitar a Casa-Museu José Antunes Pissarra, contacte o Sr. António Oliveira (veja o número de telefone, em baixo) – é ele que vem abrir a porta do museu e servir de cicerone, todos os dias. Trata-se de um museu etnográfico, instalado numa casa tradicional da região. A casa pertencia a um habitante da Arrifana, já falecido, mas foi doada pelos herdeiros à Junta de Freguesia. Neste espaço museológico, encontram-se diversos objectos que, durante muitos anos, fizeram parte do quotidiano das gentes da região, desde o tear às alfaias agrícolas. O primeiro andar reproduz uma casa tradicional beirã, guarnecida com os utensílios domésticos mais comuns.

Local: Arrifana.
Contacto: 271 96 31 88 (Sr. António Oliveira).
Horário: sábados e domingos, das 14.00 h às 18.00 h. Durante a semana, é necessário contactar previamente o Sr. Oliveira, para marcar a hora da visita.

0001

Moinho das Cumeadas

Perto da entrada de Santiago do Cacém, encontrará, à esquerda, as indicações Ruínas Romanas e Moinho. Seguindo por aí, chegará rapidamente ao Moinho das Cumeadas, completamente restaurado e em perfeito estado de funcionamento. Vale a pena entrar lá dentro e apreciar a complicada maquinaria, fabricada em madeira e pedra. O guarda e cicerone explica minuciosamente o funcionamento do moinho e os nomes de todos os seus componentes. Se estiver vento, poderá ver o moinho a trabalhar.

Local: Estrada das Cumeadas.
Contacto: 269 82 66 96 (Posto de Turismo) ou 964 17 49 82.
Horário: das 09.00 h às 12.30 h e das 14.00 h às 17.00 h. Encerra ao domingo, segunda e dias feriados.
Preço: gratuito (ou uma gorjeta ao cicerone).

1280010927841_f

Palácios

Saia de Babe e, regressando à EN 308, siga em direcção a Palácios e Guadramil. Em Palácios poderá visitar outro museu rural

• Neste caso, terá de procurar pela D. Esmeralda (contacto: 273 92 62 75) para vir abrir a porta e servir de cicerone. O próprio edifício alberga um lagar comunitário, em redor do qual estão expostos diversos objectos e ferramentas, utilizados de geração em geração pelas gentes da terra.

• Também aqui poderá ver uma pequena oficina de ferreiro e diversas ferramentas utilizadas para trabalhar o linho. Os tecidos de linho, ricamente ornamentados, são um dos principais artigos do artesanato desta região. Estes pequenos museus constituem uma óptima forma de perceber como são feitos e de explicar todo o processo às crianças.
Chamamos também a sua atenção para a prensa, utilizada para espremer o mel dos favos de cera.

Cabo de São Vicente

Depois de, eventualmente, ter dado uma vista de olhos pelas diversas lojas de artesanato em Sagres, siga em direcção ao Cabo de São Vicente. Aproveite para ir espreitando alguns dos trilhos que partem do lado esquerdo da estrada e que proporcionam, a quem por eles se aventura, privilegiados pontos de observação sobre as falésias.

• O Cabo de São Vicente é o extremo sudoeste da Europa continental. A flora costeira assume aí uma espantosa diversidade, contando com várias espécies endémicas (ou seja, que só existem nesse lugar). Uma das mais fáceis de observar é uma espécie de esteva de pequena estatura e sem as manchas de cor púrpura nas pétalas. Esta zona também é frequentada por diversas aves migradoras.

• O farol do cabo é um dos mais importantes e potentes de toda a Europa; o seu feixe é visível a 90 quilómetros de distância. Pode visitá-lo todos os dias, acompanhado por um dos faroleiros, que serve também de cicerone. O horário é variável (consoante os afazeres dos funcionários), mas, de um modo geral, está aberto das 10 às 17 horas, com um período de cerca de uma hora para o almoço. Depois de subir os 74 degraus da escadaria em caracol que o leva ao cimo do farol, repare nas enormes lentes de Fresnel, que concentram os 3 000 watt da lâmpada sem que seja necessário dispor de uma enorme lente maciça. O preço da visita fica ao critério do visitante (o que não deixa de ser uma interessante estratégia de marketing…).

• Regresse de novo a Vila do Bispo, eventualmente pela estrada que passa a Cruz da Rafa. Entre depois na EN 125, para seguir em direcção a Lagos. Se tiver tempo e interesse, ainda pode fazer um pequeno desvio, para dar uma olhada à Ermida de Nossa Senhora de Guadalupe, na Raposeira, onde, segundo a tradição, o Infante D. Henrique se recolhia para orar. É um edifício de estilo romano-gótico, provavelmente do século XIII. Está indicado no lado esquerdo da estrada.

parque aquatico fafe, parque aquatico de fafe, parque aquatico de fafe preços 2013, casa do penedo, burros, parque aquatico fafe preços, praias fluviais algarve, escapadelas baratas, parque aquatico fafe site oficial, parque terra nostra .