Artigos

379877_149895595184763_288537115_n

Limões

Quando passar por uma aldeia com o sugestivo nome de Limões, repare nas enormes videiras, com postes e arames a servir de tutores, chegando a atingir 4 e 5 metros de altura. Trata-se de um hábito muito antigo nesta região, cuja origem se perdeu na noite dos tempos. Tal como acontece noutras regiões nortenhas, isto obriga a que a vindima se faça recorrendo a escadas de grandes dimensões e a que se utilizem cordas para ajudar a descer os cestos carregados de uvas.

• Na mesma aldeia, também poderá adquirir panos de linho com padrões típicos desta região. Para tal – ou para assistir à sua confecção, se o desejar – sugerimos que procure a Sra. Quinhas, que vive na Casa da Mota, perto do largo principal. É aí que esta senhora fabrica, com uma paciência invejável, os seus panos de linho, num tear de aspecto centenário, mas ainda perfeitamente funcional, como atesta o resultado do seu trabalho. Mas, atenção: uma colcha pode custar-lhe cerca de 1 000 euros!

• Mais tarde, à saída de Cerva para Ribeira de Pena, encontrará, do lado esquerdo da estrada, uma casa que vende diversas peças de artesanato da região, chamada Sonho Meu. Aí também se vendem panos de linho trabalhados, mas, segundo parece, com desenhos originais e exclusivos. Resultado: nesta casa, uma colcha pode custar cerca de 1 500 euros (contacto: 259 47 01 78)!

P5300671

Jardim Tropical Monte Palace

Descendo a rua onde se inicia a viagem em carros de cesto, encontrará uma das entradas para o Jardim Tropical Monte Palace, também conhecido como Jardim do Berardo. Comprada, no século XVIII, pelo cônsul inglês Charles Murray, e tendo funcionado como hotel até meados do século XX, a propriedade foi mais tarde adquirida pelo empresário José Manuel Berardo, que a doou à Fundação Berardo, por si criada.

• Trata-se de um enorme jardim, onde abundam a flora típica madeirense e a exótica. Merece especial destaque a colecção de cicas, pequenas árvores exóticas, que é bastante completa. Além disso, os vários caminhos estão ornamentados com inúmeras obras de arte. Como curiosidade, é de assinalar a presença do vaso de cerâmica mais alto do mundo, devidamente catalogado no Guinness Book. Os vários jardins de inspiração oriental, com os inevitáveis lagos, onde pontificam os koi (peixes coloridos da família das carpas, oriundos da China) são apenas mais uma das atracções deste recinto.

• Poderá ainda visitar o Museu de Arte e Minerais, que se encontra no interior, onde se destaca o conjunto de quarenta painéis sobre a História de Portugal, representando os três ou quatro acontecimentos mais importantes de cada reinado e de cada república.

Local: Caminho do Monte, n.° 174 – Monte.
Contacto: 291 78 23 39.
Horário: todos os dias, das 09.00 h às 18.00 h.
Nota: museu ainda em fase de preparação aquando da data de publicação desta obra.

• Voltando ao centro do Funchal, não deixe de dar um passeio pela marginal e apreciar a cidade ao fim da tarde. Para fechar o dia com chave de ouro, talvez valha a pena considerar a possibilidade de jantar na marina ou no antigo iate dos Beatles, encalhado ali perto e hoje transformado em restaurante, repleto de recordações da célebre banda de Liverpool…

Guadramil

Guadramil

Continuando o passeio em direcção a Guadramil, passará, pouco depois, por uma fonte. Aproveite para reparar nos inúmeros núcleos de colmeias, espalhados estrategicamente pela serra.

• Pare o carro logo à entrada de Guadramil e visite a aldeia a pé. Aprecie as tradicionais casas de xisto, de traça ainda praticamente intacta. Espreite o ribeiro, com o seu moinho e o açude. Dê um mergulho nas águas cristalinas, se tiver oportunidade e fizer calor para tanto. Também não é impossível que tenha ocasião de observar as mulheres da aldeia a lavar a roupa no ribeiro, esfregando-a em cima de uma laje de xisto.

• Depois, pergunte pela D. Ana dos Cestos (contacto: 273 92 71 55) e peça-lhe para mostrar como se fazem os cestos de vime. Repare na agilidade dos seus dedos, a que nem os calos de uma vida dura conseguiram roubar a feminilidade. No fim, talvez possa comprar um cesto, que lhe ficará como recordação desta aldeia e da D. Ana dos Cestos. Um cesto pequeno custa cerca de 3 euros.

parque aquatico fafe, parque aquatico de fafe, parque aquatico de fafe preços 2013, casa do penedo, burros, parque aquatico fafe preços, praias fluviais algarve, escapadelas baratas, parque aquatico fafe site oficial, parque terra nostra .