Artigos


Warning: join(): Invalid arguments passed in /var/www/html/vhosts/roteiroportugal.com/wp-content/plugins/relevant-search/relevant-search.php on line 84

Percurso em Torres Vedras

Iniciamos este percurso em Torres Vedras, onde sugerimos a visita a diversos pontos de interesse, antes de se aventurar por outras localidades. Praias, moinhos e diversas áreas de lazer são alguns dos locais que merecem a sua atenção. Propomos também um “salto” às Termas do Vimeiro, de onde provém a água com o mesmo nome. Finalmente, antes do regresso a Torres Vedras, não deixe de passar pela Lourinhã, onde se encontra um óptimo museu com algumas peças “jurássicas”.

Macedo de Cavaleiros

Volte à estrada principal e continue, na direcção de Vimieiro e Macedo de Cavaleiros. Nesta cidade encontrará, já à saída, um agradável parque florestal. Depois de fazer uma breve visita à cidade, siga a indicação Serviços Florestais. Acabará por entrar num bosque cerrado, onde avultam cedros de grande porte. Aqui e ali encontrará algumas mesas e bancos de pedra, num ambiente sereno onde (a não ser que tenha o infortúnio de haver muita gente no local) tudo convida ao descanso.

Como curiosidade, tome nota de que a enorme charrua que se vê logo à entrada se destina a fazer profundas movimentações no solo, de forma a preparar os terrenos para posterior florestação.

Pavia

Saia de Évora-Monte e volte atrás até ao cruzamento onde está indicada a direcção de Vimieiro. Aqui, poderá parar para visitar os jardins do antigo palácio dos condes do Vimieiro, que foi ponto de encontro dos poetas da chamada Nova Arcádia. Embora o edifício se encontre já num avançado (e vergonhoso) estado de degradação, os jardins mantêm ainda uma certa imponência, realçada pela magnífica fonte obelisco, esculpida em mármore, que se encontra no centro.

Moinho de Caixeiros

Seguindo caminho, passará, pouco depois, pelo Moinho de Caixeiros, que aparece do lado esquerdo da estrada, junto a um cruzamento com semáforos. Completamente recuperado e em perfeito estado de funcionamento, este moinho é um autêntico museu vivo, que serve de recordação a todos os moleiros que, até há bem poucas décadas, trabalhavam nos muitos moinhos que ainda hoje se avistam pelos cabeços desta região. Normalmente, o moleiro vivia no piso térreo. Em média, cada moinho produzia 10 a 15 quilos de farinha por hora. Ao lado do moinho, existe um pequeno bar onde ser- vem deliciosos pãezinhos com chouriço.

parque aquatico fafe, parque aquatico de fafe, parque aquatico de fafe preços 2013, casa do penedo, burros, parque aquatico fafe preços, praias fluviais algarve, escapadelas baratas, casa do penedo fafe, parque aquatico fafe site oficial .