Artigos

11223074

Museu de Vila Real

Neste museu encontrará algumas peças arqueológicas e uma fabulosa exposição de numismática, muito bem apresentada. Possui uma colecção bastante extensa de moedas romanas, gregas, cartaginesas, entre outras, desde o ano 450 a.C. até aos princípios do séc VIII. Diversos painéis fornecem informações sobre as principais rotas comerciais daqueles tempos e sobre os locais onde as moedas terão sido cunhadas. Uma interessantíssima viagem no tempo!

Local: Rua do Rossio.
Contacto: 259 32 57 30.
Horário: de terça a sexta, das 10.00 h às 12.30 h e das 14.30 h às 18.30 h. Sábados e domingos, das 14.30 h às 18.30 h.
Preço: gratuito.

• Finalmente, quem chega pelo IP4, vindo do Porto, encontra, à entrada do centro urbano, algumas lojas de artesanato e uma oficina de olaria, onde são modeladas diversas peças de barro, cuja tradição vem de Bisalhães, uma povoação que fica perto de Vila Real. A pedra de barro é triturada e cuidadosamente peneirada, de modo a aproveitar-se apenas um pó fino que, depois de humedecido, pode ser moldado da forma convencional. Mas o segredo da coloração negra da olaria de Bisalhães está no forno e nos métodos de cozedura utilizados. O forno é constituído por um buraco na terra, onde as peças são colocadas sobre o fogo, em cima de uma grelha metálica. Todo o forno é “abafado” com um pouco de caruma e terra, facto a que se atribui a coloração negra (e não vermelha) que as peças adquirem. A cozedura dura cerca de 24 horas.

Igreja-de-Nª-Srª-dEntre-Águas-Benavila

Museu da Fundação Arquivo Paes Teles

A caminho de Avis, poderá fazer uma pausa em Ervedal, para visitar o modesto Museu da Fundação Arquivo Paes Teles, dedicado à vida e obra do escritor Mário de Saa. Trata-se, na verdade, de um pequeno espaço museológico, instalado na casa onde viveu o escritor, que expõe vários artefactos de diversas épocas, recolhidos em anos de explorações arqueológicas levadas a cabo pelo próprio escritor. O espólio de Mário de Saa está a ser organizado, estando prevista a inauguração de uma casa-museu que, para além de objectos que pertenciam ao autor, contará ainda com uma biblioteca do séc. XIX que lhe havia sido doada.

Local: Rua Dr. Ermídio Mendes, Ervedal.
Contacto: 242 46 51 62.
Horário: de segunda a sexta, das 10.00 h às 12.30 h e das 14.00 h às 17.30 h.
Preço: gratuito.

• Ao longe, Avis apresenta desde logo um aspecto estranho, quase irreal – parece ter sido alvo de um bombardeamento. Mas, de facto, o estado de ruína do Convento de São Bento (séc. XIII), sede da Ordem de Avis, que se consegue avistar à distância, resultou apenas do abandono.

fachada_museu.

Museu Municipal

O museu está sedeado num dos edifícios mais belos da cidade, construído, em parte, no séc. XVIII, a partir de uma planta da autoria do mestre bracarense Manuel Fernandes da Silva. Aí encontrará uma exposição notável de faiança, azulejaria, mobiliário antigo e mesmo algumas peças arqueológicas.

• Chamamos a sua especial atenção para as faianças produzidas na antiga Fábrica de Viana, que funcionou na outra margem do Rio Lima, na povoação de Darque, de 1774 a 1855. Noutra sala, poderá apreciar uma colecção representativa do que de melhor se fez em faiança antiga portuguesa – a chamada loiça azul – dos séculos XVI, XVII e XVIII. Inicialmente, pretendia-se substituir com este tipo de loiça a porcelana chinesa, pelo que grande parte dos ornamentos utilizados denotam uma nítida influência de motivos orientais.

• Azuis e brancos são também os azulejos da primeira metade do século XVIII que decoram os rodapés altos de três salas do andar nobre. Representam, fundamentalmente, cenas da vida palaciana e de caça. No entanto, na sala do centro encontram-se quatro painéis que constituem uma alegoria dos quatro continentes.
Finalmente, não deixe de apreciar convenientemente, na capela, o retábulo de talha (séc. XVIII). O facto de a madeira se apresentar nua, sem pintura, realça ainda mais a sua beleza.

Local: Largo de São Domingos.
Contacto: 258 82 03 77.
Horário: de terça a domingo, das 09.30 h às 12.00 h e das 14.00 h às 17.00 h.

• Ao sair do museu, vire à direita e siga sempre em frente até chegar a uma praça (a Praça General Barbosa) onde, além de um jardim agradável, existem diversos equipamentos lúdicos para crianças. No centro há uma enorme gaiola com aves, que também atrairá, certamente, a atenção dos mais novos.
Num bar com uma agradável esplanada existe uma pequena biblioteca de temas variados. Tanto os pais como as crianças nela encontrarão obras de interesse, que poderão consultar gratuitamente.

Museu_Municipal_Peniche

Museu de Peniche

Regressado a terra, sugerimos uma visita ao museu instalado na Fortaleza de Peniche, que, num passado ainda recente, serviu como prisão política para os opositores ao Estado Novo. Actualmente, encontrará expostas diversas peças arqueológicas, recolhidas em terra e no fundo do mar, como é o caso dos achados do São Pedro de Alcântara, uma embarcação naufragada que vinha do Peru, em 1786. Noutras salas, encontram-se modelos de barcos e várias peças relacionadas com a construção naval e a pesca. Chamamos, no entanto, a atenção para a exposição de malacologia, em especial para as microconchas, e para a sala das rendas de Bilros, onde é possível observar rendas antigas, assim como inúmeros objectos relacionados com esta arte regional. Finalmente, não deixe de apreciar, no último piso, algumas celas de alta segurança, que foram mantidas intactas para não deixar esquecer os tenebrosos tempos da ditadura.

Local: Campo da República.
Contacto: 262 78 01 16.
Horário: terça a domingo, das 10.30 h às 12.30 h e das 14.00 h às 18.00 h. Encerra à segunda.

blog 7

Sala-Museu de Arqueologia do Mogadouro

Regressando ao centro da vila, propomos que visite este museu, cujo acesso se faz através de uma porta lateral do edifício da Câmara Municipal. Na realidade, toda a exposição ocupa uma única, mas ampla, sala.

No entanto, isso não impede que o espólio esteja muito bem apresentado, nem diminui o seu interesse.
O museu possui numerosas peças arqueológicas, sobretudo pré-históricas, recolhidas no decurso das escavações arqueológicas que foram efectuadas nos arredores. Chamamos a atenção, sobretudo, para as diversas peças de cerâmica, bem como para um anzol de bronze perfeitamente moldado. Numa sala ao fundo, também poderá apreciar diversos objectos antigos de uso quotidiano, típicos desta região.

Local: Câmara Municipal do Mogadouro.
Contacto: 279 34 01 00.
Horário: todos os dias úteis, das 09.00 h às 12.30 h e das 14.00 h às 17.30 h. Fecha aos sábados e domingos.
Preço: gratuito.

parque aquatico fafe, parque aquatico de fafe, parque aquatico de fafe preços 2013, casa do penedo, burros, parque aquatico fafe preços, praias fluviais algarve, escapadelas baratas, parque aquatico fafe site oficial, parque terra nostra .