Sacoias

Continue o percurso, saindo da aldeia na direcção de Bragança, através de um matagal cerrado de esteva, rosmaninho, urze e carqueja que, nas horas mais quentes do dia, faz entrar pelas janelas do carro um agradável cheiro a serra.
Repare também nos pinheiros, cheios de novelos brancos de casulos de processionária. Esta praga florestal acaba por destruir completamente a árvore. Só uma boa população de morcegos poderia controlar, de forma natural, as borboletas nocturnas destas lagartas cobertas de pêlos urticantes.
Não mexa nos casulos, se não quer passar o resto do dia a tossir e com os olhos inflamados!

• Volte à esquerda quando vir indicado Sacoias. Nesta aldeia, visite a Igreja de Nossa Senhora da Conceição, pedindo à Sra. Conceição (da mercearia) para vir abrir a porta do templo. A igreja tem um belo altar em madeira trabalhada e vários quadros atribuídos ao mestre Grão Vasco.

• A cerca de 1 quilómetro da aldeia, poderá visitar o que resta de um castro erguido na Idade do Ferro e utilizado ainda na época romana. As ruínas encontram-se junto à Capela da Senhora da Assunção.

Comentários

Comentários