portimc3a3o-abicada-mvc-013x

Ruínas Romanas da Villa Abicada

Volte de novo à EN 125 e siga no sentido de Portimão. Um pouco adiante, depois de passar a ponte sobre a linha do caminho-de-ferro, vire na primeira à direita. Existe uma placa indicando Ruínas da Abicada, mas só é visível para quem circula no sentido inverso. Siga sempre em frente durante um quilómetro e meio, por uma estradinha de terra em estado razoável, até chegar a umas casas em ruínas. Vire à direita e, cerca de cem metros adiante, na contra-encosta à sua esquerda, irá encontrar as ruínas romanas da Abicada, protegidas por uma vedação de rede.

• Os muros baixos hoje visíveis são os restos da parte central de uma antiga propriedade rural do século IV, onde eram certamente explorados diversos recursos agrícolas e marinhos. Na zona residencial, parcialmente posta a descoberto, podem vislumbrar-se três corpos unidos por uma galeria aberta para a ria, que, na altura, ainda era navegável. Existia ali um cais, por onde se processava a comunicação e o comércio. Repare no chão revestido de mosaicos, formando harmoniosos desenhos.

• A maior parte dos achados arqueológicos aqui encontrados estão no Museu Regional de Lagos. As ruínas podem ser facilmente visitadas, circulando pelo exterior da vedação, mas, se quiser observá-las mais de perto, terá de se informar junto da Direcção Regional de Faro do IPPAR (Instituto Português do Património Arquitectónico), através do telefone 289 80 36 33. No entanto, é bastante provável que a visita lhe seja recusada.

Local: Estuário do Alvor.

• Finalmente, retorne à EN 125 e regresse a Portimão. Pelo caminho, se a hora ainda não for muito avançada, talvez valha a pena parar nalguma das muitas lojas de artesanato que se encontram mesmo à beira da estrada…

Comentários

Comentários