hpim8339

Penha Garcia

Continuando para leste, pela estrada secundária 239, repare num maciço rochoso, à sua esquerda, que se eleva abruptamente sobre a planície. É a Serra de Penha Garcia, onde vivem animais como a águia, a geneta, o bufo-real e o veado.

Quando vir a indicação Penha Garcia, siga nessa direcção. Logo à entrada da aldeia, verá um miradouro, com um pequeno parque infantil, que fará, certamente, as delícias dos mais novos. Depois de um pequeno passeio, aconselhamos a subida ao castelo, de onde terá uma boa perspectiva geral desta simpática aldeia. Do lado oposto, avista-se a Barragem de Penha Garcia. No leito seco do rio, onde, ainda há poucas décadas, se viam garimpeiros à procura de pepitas de ouro entre os grãos de areia, vêem-se agora algumas azenhas. Da escadaria do castelo, poderá iniciar um percurso pedestre que o levará às azenhas e, depois, à barragem, onde é possível observar a maior parte das aves da região. Pelo caminho, vá com atenção às encostas de xisto – por vezes, encontram-se aí fósseis de bilobites (marcas deixadas pelas trilobites, artrópodes que viveram na Terra há mais de 500 milhões de anos). É um percurso fácil, que se faz bem em cerca de uma hora. O carro pode ficar estacionado junto ao castelo.

Comentários

Comentários