museu graciosa

Museu Etnográfico

Este espaço museológico está instalado num amplo edifício, construído no século XIX, onde em tempos existiu um lagar e um granel. Se tiver sorte, poderá ter como cicerone a D. Maria Teodora Borba, directora do museu, que lhe explicará pormenorizadamente o significado de cada peça exposta.
O primeiro piso é ocupado pela reprodução de uma casa rural graciosense, com todos os objectos do quotidiano, e por uma sala destinada a exposições temporárias diversas. No rés-do-chão situa-se o elemento mais representativo do museu, a loja dos lagares. Além dos três aparelhos, que já faziam parte do edifício, também estão expostos todos os utensílios tradicionais empregues na produção de vinho. Noutra sala, estão representados vários ofícios, como a carpintaria, a olaria, a moagem de cereais, etc. Em dois anexos, poderá ver ainda as principais peças que fizeram parte de uma armação baleeira.

Local: Rua das Flores, n.° 2.
Contacto: 295 71 24 29.
Horário: dias úteis, das 09.00 h às 12.30 h e das 14.00 h às 17.30 h. No Verão, também abre ao sábado e domingo, das 14.00 h às 17.00 h.

• Saindo da cidade para leste, encontrará a indicação Monte de Nossa Senhora da Ajuda. Se não quiser utilizar já o carro, poderá fazer este percurso a pé (são cerca de 4 quilómetros), aproveitando o ar fresco da manhã. Assim, terá mais tempo para observar a paisagem que acompanha o caminho. Do alto do monte, onde existem três ermidas (de São Salvador, de São João e da Senhora da Ajuda), poderá apreciar uma perspectiva ampla da cidade.

Comentários

Comentários