Ilha do Pessegueiro (2)

Ilha do Pessegueiro

A partir do porto onde agora se encontra, poderá fazer uma viagem de barco até à Ilha do Pessegueiro, por um preço que ronda os 4 euros, para crianças, e os 8,5 euros, para adultos. Os principais atractivos da ilha são as ruínas de uma fortaleza do séc. XVII, um porto romano e uma capela quinhentista. É também considerada pelos “especialistas” na matéria um óptimo local para pescar.

• Saia de Porto Covo, na direcção de Vila Nova de Milfontes. Um pouco adiante, onde a estrada bifurca, siga a indicação Ilha do Pessegueiro para a direita e, depois de passar uma praia pequenina, muito simpática, vá com atenção para reparar numas vedações de rede que surgirão do lado esquerdo da via. Estes recintos, protegidos pela rede, albergam antigos cemitérios, que se pensa remontarem à Época Romana. Para melhor compreender o enquadramento histórico, tem à sua disposição um bom painel explicativo.

• Um pouco adiante, encontrará, do lado direito da estrada, uma óptima área de merendas, instalada sob um pinhal cerrado. A paisagem agradável convida a parar um pouco. Se quiser tomar uma refeição ligeira, aproveite, já que o local está equipado com mesas, bancos e assadores.

• No fim do caminho, encontrará uma boa praia, a chamada Praia da Ilha, por se encontrar mesmo em frente à Ilha do Pessegueiro. Neste local, ergue-se uma enorme fortaleza que domina a praia. Subindo até ao topo, poderá apreciar uma excelente panorâmica de toda a costa. A entrada é gratuita e está sempre aberta.

• Passando por detrás da fortaleza, e continuando por uma estrada de terra batida, encontrará a Praia do Queimado, onde desagua um ribeiro, formando uma pequena lagoa, onde as aves das redondezas vão “matar a sede”. A praia é pequena, ‘ mas muito convidativa. Pode ser mais uma boa alternativa às praias muito frequentadas. O único vestígio de civilização é o pequeno restaurante com esplanada que aí se encontra.

Comentários

Comentários