IMG_7034

Fonte Pequena e Fonte Grande

Logo à entrada da vila, vai encontrar uma placa indicando que as Fontes ficam para a direita.

• Pouco depois, chegará à Fonte Pequena, que se encontra num belo parque à beira-rio. Dispõe de vários bancos, mesas e boa sombra do arvoredo denso. Atravessando a ponte de madeira, encontram-se também, a montante, alguns restaurantes.

O rio, pouco profundo, está repleto de peixes que a limpidez da água deixa apreciar facilmente, porventura demasiado confiantes no letreiro que proíbe a pesca neste local. Em poucos sítios é possível apreciar, tão de perto, barbos e bordalos destas dimensões.

• Continuando na mesma estrada, encontrará, um pouco adiante, a Fonte Grande. Aqui, as margens do rio foram consolidadas por muros de pedra rústica, com algumas escadarias de acesso à água.

Uma represa mantém o nível de água constante. A profundidade é baixa na maior parte do leito do rio; no entanto, junto da parede da represa existe um fundão onde mesmo os adultos não têm pé. Como não existe qualquer protecção que mantenha as crianças na zona menos profunda, é conveniente estar com atenção para que, se não souberem nadar bem, não sejam inadvertidamente arrastadas (apesar de a corrente do rio ser bastante suave) para “fora de pé”. Tirando este pormenor, trata-se de um local que poderá proporcionar algumas horas muito agradáveis, tanto às crianças como aos pais. Zonas relvadas, miradouros com alguns bancos e balneários completam este magnífico local de diversão e repouso. A não perder!

Comentários

Comentários