5430004

Em Vila Baleira

Poderá iniciar este percurso por aquilo que Porto Santo tem de melhor – a praia! São perto de nove quilómetros de areal branco e um mar azul turquesa, de água tépida e cristalina, que convidam à preguiça eterna. Segundo parece, esta areia tem propriedades terapêuticas na cura de afecções reumáticas. Ao contrário da maioria das areias de praia, esta é constituída sobretudo por calcário, em vez da sílica ou quartzo, o que lhe confere uma maior capacidade de conservação do calor proveniente da irradiação solar. Segundo os locais, o truque consiste em tomar primeiro um banho de mar e enterrar-se depois na areia morna.

• Após alguns mergulhos e concluído um eventual passeio exploratório, para observar a vegetação que cresce sobre o cordão dunar contíguo à praia, poderá agora conhecer Vila Baleira. É uma cidade pacata, mesmo muito sossegada, ideal para quem procura fugir ao stress do quotidiano. Segundo história local, o nome Vila Baleira advém do facto de as balas dos canhões, que abriam fogo do alto da fortaleza do Pico do Castelo para afugentar os invasores, caírem frequentemente nesta zona.

• Na praça central (Largo do Pelourinho), repare na calçada de seixos rolados, brancos e pretos, formando o desenho de uma rosa-dos-ventos com os pontos cardeais. A norte, encontrará a Igreja de Nossa Senhora da Piedade, reconstruída no século XVII, depois de ter sido destruída pelos piratas em 1667.

Comentários

Comentários