Centro_de_Lagos

Em Lagos

Foi desta cidade algarvia que partiram Gil Eanes, com o objectivo de dobrar o Cabo Bojador, e o rei D. Sebastião, para a cruzada no Norte de África que culminou com a infeliz batalha de Alcácer Quibir.

• Durante quase dois séculos, Lagos foi a capital do Algarve, de onde as caravelas partiam para explorar os mares, regressando carregadas de especiarias e ouro trazidos das índias e de África. Hoje, o principal negócio é o turismo, e o vai-vem das caravelas foi substituído pelas centenas de iates de luxo que entram e saem da moderna marina.

• Na Avenida dos Descobrimentos encontrará uma oferta bastante variada de viagens de barco pelas redondezas. Muitas são propostas por alemães ou ingleses e nem todos falam ou compreendem o português. Nestas circunstâncias, obter informações mais pormenorizadas ou fazer marcações por telefone pode tornar-se difícil. Mesmo assim, se estiver interessado, recomendamos-lhe um passeio no barco de fundo de vidro pelas grutas ou ao Museu Subaquático da Salema (contacto: 282 76 77 94) ou a observação de golfinhos a bordo de um barco pneumático semi-rígido de alta velocidade (contacto: 282 79 25 86). No centro da cidade, não deixe de ver a controversa estátua de El-Rei D. Sebastião, talhada pelo escultor João Cutileiro, o Mercado de Escravos e o Museu Municipal.

Comentários

Comentários