Covão da Ametade

Regressado à estrada principal, siga paralelamente ao Vale Glaciário do Rio Zêzere, através de uma paisagem de excepção. Ao chegar à parte de cima do vale, a seguir a uma curva apertada para a esquerda, encontrará o Covão da Ametade. Pare o carro na zona de estacionamento que aí se encontra e dê um passeio pelo parque, que fica encaixado entre falésias abruptas, onde as aves de rapina fazem os seus ninhos. O Rio Zêzere, ainda estreito, corre aqui por entre fileiras de árvores frondosas e pode ser atravessado por meio de pequenas pontes de madeira. Se tiver a sorte de visitar este local num dia em que não esteja muita gente, aproveite-o bem. O sussurrar das águas, o canto das aves, o verde dos prados e a imponência dos penedos deixam marcas inesquecíveis…

Comentários

Comentários