Convento de Mafra

Convento de Mafra

Regresse à rotunda de Paz e siga para Mafra, ali a dois passos. Chegando ao centro, não poderá deixar de reparar no enorme edifício de pedra e respectivos carrilhões: o Convento de Mafra. Na parte direita do edifício, funcionam a câmara municipal e o quartel militar. A grande porta ao cimo da escadaria dá acesso à basílica, onde vale a pena entrar, quanto mais não seja para ver, por dentro, a enorme cúpula de mármore rosa e branco. Preste também atenção à magnífica figura da Virgem com o Menino, na capela lateral esquerda.

• Visite também o palácio e o convento, cuja entrada se faz pela porta do lado esquerdo da basílica. No palácio, poderá visitar várias salas, onde se encontram expostos o mobiliário, os ornamentos e as peças de arte. Na área conventual, poderá visitar algumas áreas específicas, como a enfermaria, a botica ou a sala do mecanismo dos carrilhões. Chamamos a atenção para a Sala da Bênção, que dá para a basílica. Era desta galeria, com colunas e molduras revestidas a mármore de várias cores, que a família real assistia à missa.

• A grandiosa biblioteca ocupa uma galeria com cerca de 84 metros de comprimento. É considerada uma das mais importantes do século XVIII. As suas estantes encerram mais de 30 000 volumes, entre os quais se destaca uma primeira edição d’Os Lusíadas, impressa em 1572.

Local: Terreiro D. João V.
Contacto: 261 81 75 50.
Horário: das 10.00 h às 16.30 h (última entrada). Encerra à terça (a basílica está aberta todos os dias, também das 10.00 h às 16.30 h).

Comentários

Comentários