feira4

Castro Verde

A partir de Ourique, se quiser, ainda poderá fazer um desvio de cerca de 25 quilómetros à Barragem do Monte da Rocha, um óptimo lugar para pescar e praticar desportos náuticos. Nesse caso, tome a direcção Garvão, na rotunda à saída da vila. Se não, dirija-se a Castro Verde, onde chegará rapidamente tomando o IP2. Na vila, dirija-se primeiro à Praça da Liberdade, onde fica a conhecida “rotunda das ovelhas”. Alguns metros antes, à esquerda, encontra-se o Posto de Turismo (contacto: 286 32 07 00 – Câmara Municipal). Na rotunda, vire à direita. Chegará à Praça da República. Em frente, fica a Igreja de Nossa Senhora dos Remédios ou das Chagas do Salvador. Lá dentro, estão os óleos do pintor Diogo Magina (séc. XVIII), onde, de acordo com a lenda, está representada a visão que D. Afonso Henriques terá tido, na véspera da Batalha de Ourique. O mesmo tema é retomado nos painéis de azulejos da Basílica Real de Nossa Senhora da Conceição (Igreja Matriz de Castro Verde), que se encontra a apenas algumas dezenas de metros, junto ao Largo do Paço. É um templo imponente, do tempo de D. João V, e foi edificado sobre outro mais antigo, mandado construir por D. Sebastião. Além dos painéis de azulejos, merecem referência o tecto de madeira policromada e os altares revestidos de talha dourada. Por trás da basílica, existe um miradouro, com uma óptima vista sobre a típica paisagem de estepes de cereais que caracterizam esta zona, conhecida como Campo Branco.

Comentários

Comentários