montemor2

Castelo de Montemor-o-Novo

Suba até ao castelo, semi-arruinado, pelo menos para percorrer o caminho de ronda e apreciar uma alargada panorâmica da urbe e dos arredores. Trata-se, como muitos outros, de uma fortaleza arrebatada aos mouros na altura da reconquista, embora se pense que tenha uma origem ainda mais remota. Da muralha, que antigamente cingia todas as construções, já pouco resta. Ainda assim, vale a pena explorar os recantos que alberga.

• Perto da Porta da Vila, ou de Santarém, encontra-se o Convento da Saudação (séc. XVI), considerado uma das obras de maior importância da cidade. Se, na altura da visita, ainda estiverem a decorrer as obras de restauro do edifício, apenas poderá visitar os claustros e apreciar a azulejaria do antigo refeitório, perto da cozinha.

• Para a esquerda do convento, localiza-se a Igreja de Santiago (séc. XIV), que parece um pequeno oásis no meio deste deserto de ruínas, com algumas árvores, bancos e mesas de pedra em frente ao adro. Sensivelmente para a direita e por detrás do convento, situam-se mais alguns edifícios arruinados, como o Paço dos Alcaides e a Igreja de Santa Maria do Bispo (mais para oeste), antiga matriz. Se não tiver chovido recentemente e a temperatura estiver agradável, poderá dar um bom passeio até perto destas ruínas.

Comentários

Comentários