5CAL

Caeira

Se quiser saber como é uma caeira (um forno onde, antigamente, era cozida a cal), terá de fazer um pequeno desvio. Para tal, vire à direita, por um caminho de terra batida, onde existe uma placa indicando Caeiras. A via está em estado razoável e pode fazer-se facilmente com qualquer viatura, desde que circule devagar. Na primeira bifurcação, siga pelo caminho da direita e, mais tarde, volte a virar à direita (junto ao sinal de sentido obrigatório). Pouco depois, a seguir a uns pilares, encontrará, do lado esquerdo, o forno de cal. Trata-se de uma construção circular, de dimensões razoáveis, em tijolo burro e pedra, onde a calcite, extraída nas pedreiras próximas, era colocada. O forno era depois tapado com uma espécie de “touca” de barro com buracos, por onde saía o fumo, e o lume era aceso na base. O trabalho, que chegava a ocupar 6 a 8 homens a trabalhar por turnos, para manter o lume sempre aceso, demorava cerca de uma semana. Depois de cozida, a cal tinha várias finalidades: a negra era utilizada na construção e a branca servia para revestir o interior e exterior das casas.

Comentários

Comentários