Fonte de Chãos - Alcobertas (3)

Alcobertas

Siga agora em direcção a Alcobertas. Ao passar por Portela de Teira, vá com atenção, para virar à direita junto ao Café Beira Serra, que fica perto de uma curva. Seguindo por essa estradinha e tomando sempre a via da esquerda, irá ter a um logradouro, onde existe uma falésia rochosa, constituída por colunas prismáticas, semelhantes às que se encontram, por exemplo, no percurso 48 (Ilha de Porto Santo). Se gosta deste género de paisagens, vale a pena fazer este pequeno desvio de cerca de um quilómetro, que também lhe permitirá desfrutar de uma boa vista dos arredores. Depois, regresse ao cruzamento do café, vire à direita, e continue o caminho para Alcobertas.

• Nessa localidade, encontrará, à direita, a indicação Potes Mouros. Seguindo sempre pelo caminho da esquerda, verá, pouco depois, nova indicação à esquerda. A seguir, chegará a um recinto vedado, onde há apenas uma passagem de acesso a pé. No maciço rochoso, do lado esquerdo, existem umas cavidades arredondadas, escavadas no solo. Segundo parece, era aí que os mouros armazenavam os alimentos – ou seja, trata-se de uma espécie de “antepassados dos frigoríficos”.

• Regressando à estrada principal e dirigindo-se ao centro da aldeia, vire à esquerda, seguindo a indicação Nascentes. A água das nascentes corre até encher um grande tanque e depois contorna um pequeno parque de merendas, à sombra de umas árvores. É um local agradável, que pode ser uma boa opção se lhe apetecer fazer uma pequena pausa.

• De volta à estrada por onde veio, encontrará, já no centro, uma tabuleta indicando, à direita. Igreja Paroquial Dólmen ou Anta. Esta igreja aparece de repente, do lado esquerdo da estrada, em frente ao cemitério. A Capela de Santa Maria Madalena começou por ser uma anta-capela, que mais tarde foi associada à igreja, como uma capela lateral (semelhante à Anta-Capela de São Dinis, no percurso 30, de Montemor-o-Novo). Junto ao templo há mesas e bancos à sombra.

Comentários

Comentários