Ruínas de Miróbriga

Este extenso complexo arqueológico permitiu aos arqueólogos, mas também aos leigos, compreender o modo de vida dos romanos que ocuparam esta área. O recinto está dividido em várias áreas, onde se encontram casas de habitação, termas, ponte, zona de comércio e fórum-acrópole, ligados por calçadas de xisto da região. As termas, que ocupam dois edifícios, apresentam diversos compartimentos: entrada, zona de banhos frios (frigidarium) e zona aquecida, dividida em caldarium (banhos quentes) e tepidarium (banhos mornos). O pavimento destas salas era revestido a mármore. As zonas quentes eram aquecidas pelo hipocausto, uma estrutura construída sob o soalho por onde circulava o ar quente.

Local: Chãos Salgados.
Contacto: 269 81 84 60.
Horário: das 09.00 h às 12.30 h e das 14.00 h às 17.30 h. Domingo, das 09.00 h às 12.00 h e das 14.00 h às 17.30 h. A bilheteira encerra uma hora antes. Encerra à segunda e principais feriados.

Passeios de Barco Ria Formosa

É impossível não cair de amores pela paisagem tranquila da ria Formosa. Para a conhecer com mais detalhe e aproveitá-la em cada um dos seus recortes, o melhor será optar por um passeio de barco.

A empresa Passeios na Ria Formosa (www.passeios-ria-formosa.com) oferece alternativas que variam na duração e no percurso.

A Rota do Sol, por exemplo, resume a história da Fuzeta, permite observar a fauna e flora locais e ainda reserva tempo para um mergulho na praia (1 hora, €12,50/ pessoa); a Rota do Levante estende-se até à ilha da Armona (2 horas, €20/adultos, €15 crianças) e a Rota do Farol desenha-se entre a Fuzeta e Olhão (4 horas; €40/adultos, €35 crianças). Para um passeio de barco mais completo, existem programas de dia inteiro (€50/pessoa; para um mínimo de quatro tripulantes).


A mesma empresa de Ria Formosa organiza ainda excursões de barco para observação de cetáceos (garantem 95% de hipóteses de avistar golfinhos) e birdwatching Algarve.

Vila Viçosa

Tome depois a direcção de Vila Viçosa. A saída do Alandroal, do lado esquerdo, há uma capela, rodeada por um espaço ajardinado e algumas mesas. Trata-se de um recanto agradável que convida a uma pequena paragem, sobretudo nos dias de maior calor. No caminho para Vila Viçosa, verá, de ambos os lados da estrada, enormes pedreiras, onde se procede à extracção de mármores. A exploração das pedreiras da região já data, pelo menos, da época romana. Infelizmente, a extracção intensiva das últimas décadas tem provocado grandes estragos na paisagem. Para quem vem do Alandroal, a chegada a Vila Viçosa faz-se pela zona industrial, pelo que a primeira impressão do viajante, tendo em conta os epítetos de vila-museu e princesa do Alentejo por que é conhecida, é de decepção. Só mais tarde se percebe que a fama é, apesar disso, totalmente justificada.

• Sugerimos que efectue a primeira paragem na Mata Municipal. Trata-se de um jardim agradável, com arvoredo bastante denso e, portanto, muito boas sombras (um autêntico “tesouro”, nesta zona do Alentejo!). Um parque infantil bem equipado, um bom restaurante e arruamentos atractivos completam o quadro. É um óptimo local para descansar um pouco, antes de tentar aproveitar ao máximo tudo o que Vila Viçosa tem para oferecer.

Quando achar que é altura, pegue no carro e dirija-se à antiga estação da CP, onde funciona actualmente o Museu do Mármore. No caminho, passará pela Igreja da Lapa, um templo de meados do séc. XVIII. Defronte da igreja, encontrará também o curioso Cruzeiro da Serpente. Originalmente, este cruzeiro pertencia ao Convento de Santo Agostinho, tendo sido trasladado para aqui em meados do séc. XIX. A serpente alada representa o dragão das armas dos Duques de Bragança.

Em Leiria

Sugerimos que, logo pela manhã, inicie o percurso com um passeio pelo centro histórico da cidade, tomando o pequeno-almoço ou uma bebida fresca numa das esplanadas dos cafés da Praça Rodrigues Lobo e desfrutando de uma bonita perspectiva do castelo, que espreita sobre os telhados das casas. Depois, faça uma visita ao Jardim Luís de Camões, que fica mesmo ali ao lado. Sob a copa de diversas tílias de grande porte, encontrará um jardim bem cuidado, com diversos arruamentos e bancos, uma esplanada, um bar e um pequeno lago repleto de vigorosos inhames.

• Saindo pelo extremo leste do jardim e atravessando a ponte sobre o Rio Lis, chegará ao Parque Tenente Coronel Jaime Filipe da Fonseca, que foi um ilustre leiriense. Este espaço de lazer, quase tão extenso como o seu nome, começa logo com um excelente ponto de interesse para os mais novos (e não só!): um avião bimotor que serviu, há muitas décadas, a Força Aérea Portuguesa. Logo a seguir, existe um excelente parque infantil, muito bem equipado. O parque estende-se sempre à beira-rio, através de uma agradável alameda arborizada, onde muitos pescadores tentam a sua sorte nas águas promissoras do Lis. Repare na ponte, de configuração ondulada, que contrasta, de forma agradável, com a superfície plana das águas do rio. Neste parque existem também vários campos de ténis, um lago com os seus patinhos, um ringue e um campo de basquetebol.

• Saia do parque pelo portão por onde entrou, siga esse caminho até encontrar a ponte à direita e atravesse o rio. Continuando a andar na outra margem, sempre no mesmo sentido, passará pela Igreja do Espírito Santo e, depois, por um bonito fontanário – a chamada Fonte Grande (séc. XVIII). Depois, pegue no carro e siga as indicações que o conduzem ao castelo. Depois de atravessar a Porta do Castelo, ou de São Pedro, achará um bonito recinto arborizado que antecede a entrada na fortaleza. Aprecie as grandiosas proporções da capela-mor e do portal da Igreja de Nossa Senhora da Pena, situada dentro do castelo. Em frente à imponente Torre de Menagem, encontra-se o Paço, formado por dois torreões, um grande salão e uma lindíssima galeria panorâmica. Aproveite também para apreciar a bonita vista que se pode desfrutar do castelo.

Vila Nova De Cerveira

Mais a Norte, em Vila Nova De Cerveira, já a espreitar para a Galiza, em Espanha o Aquamuseu  do rio Minho é de visita obrigatória.

Os aquários são lindos e recriam o percurso do rio e dos seus habitats deste a nascente do rio Minho até  `a  sua foz.

Integra o Museu das Pescas ,um londrário, já no exterior, e o Parque do Castelinho com parque infantil para quem tem crianças.

Minigolfe,campos de basquetebol,etc. Entretanto pode terminar com um belíssimo lanche no bar do antigo ferryboat ou no parque das merendas.